Trabalho voluntário: Chapelizod Tidy Towns

Mesmo quando morava no Brasil, sempre me envolvi com trabalhos voluntários. Acredito que é uma maneira muito bacana para dividirmos nosso conhecimento, aprendermos, contribuirmos com a sociedade em que vivemos, conhecermos pessoas e ganharmos experiência. Quando eu e o Brú decidimos morar fora, já tinha em mente que uma das atividades que eu iria procurar fazer era o trabalho voluntário, pelos mesmos motivos já citados e um muito importante para quem deseja fazer intercâmbio: praticar o idioma do país de destino.

Após dois meses morando na Irlanda, comecei a pesquisar na internet oportunidades de trabalho voluntário e foi quando eu encontrei um site especializado de uma organização famosa aqui de Dublin, que é a Volunteer Ireland. No site deles, busquei o centro de voluntariado que era mais próximo de minha residência e fui até lá. Eles me mostraram como fazer pesquisa de vagas no site e me ajudaram a encontrar oportunidades que tinham a ver com o tipo de trabalho que eu estava buscando. Se você quiser, não precisa ir até eles, pode pesquisar sozinho no site, que é bem fácil de usar, mas eles foram bem atenciosos e tiraram algumas dúvidas que eu tinha.

Como vim para cá com a intenção de trabalhar na minha área de formação, que é Gestão Ambiental, pesquisei vagas relacionadas, encontrando algumas possibilidades. Uma delas era para voluntariar numa vila próxima ao Phoenix Park, chamada Chapelizod. O trabalho era fazer parte do grupo, o Chapelizod Tidy Towns, que se reúne para discutir melhorias para a vila, no que diz respeito à limpeza, organização, paisagismo, etc., e implementa-las, de forma a torna-la um lugar melhor para se viver. Depois descobri que este grupo participa de uma competição bem famosa aqui na Irlanda que é a Tidy Towns Competition, onde eles disputam com outras vilas de toda a Irlanda para ver quem é a mais limpa, organizada e bonita.

Fiquei interessada e resolvi ir até eles, sendo que fui muito bem recebida. Este primeiro encontro foi numa reunião que eles fazem a cada duas semanas, para discutir sobre os problemas da vila e as ações que podem ser e estão sendo feitas. Todos da sala eram adultos e a maioria idosos, o que, somado ao fato de eu não ter noção nenhuma do assunto que eles estavam conversando, fez com que eu ficasse “viajando na maionese”. O que me fez me sentir mais segura foi o fato de uma outra brasileira mais ou menos da minha idade ter ido neste mesmo dia e ela também não ter entendido muita coisa do que eles falaram. Bom, fato é que resolvi encarar mesmo assim e passei a frequentar todas as reuniões e encontros de sábado, que é quando colocávamos a mão na massa (a outra brasileira nunca mais apareceu).

Com o tempo fui entendendo melhor o que se passava, compreendendo melhor o que os idosos falavam (confesso que até hoje não entendo 100%) e me sentindo mais à vontade. Após os dois primeiros meses, comecei a arriscar a dar palpites e a propor idéias com base na minha experiência profissional e no meu conhecimento de graduada. A primeira idéia que tive foi a de fazer um mapa de como a instituição funcionava, o que eu chamei de “business map”. Minha intenção era deixar visualmente fácil de compreender como era a forma de trabalho deles, qual era a missão, as partes interessadas, os recursos necessários, etc., pois assim ficaria mais fácil de enxergar possíveis fraquezas, oportunidades e também de explicar para novos voluntários ou outras pessoas que quisessem saber sobre o nosso trabalho.

Fiquei muito contente com o resultado e de poder estar aplicando o meu conhecimento para ajudar aquele grupo e ainda por cima, tive a surpresa de saber que eles utilizaram o meu “business map” para colocar no relatório que seria entregue aos juízes da Tidy Towns Competition.

A próxima idéia que dei foi a de fazer uma pesquisa com os moradores da vila para saber o que eles acham do lugar onde vivem, se vêem algum problema, de que forma eles contribuem para torna-lo um bom lugar para se morar e se eles conheciam o nosso trabalho e teriam interesse de atuar como voluntários. A idéia foi comprada e eu fui ao responsável por elaborar o questionário, ajudar a entrevistar os moradores e fazer a compilação e análise das respostas. Também fiquei muito orgulhosa ao ver que fui capaz de fazer tudo isso e de ver o resultado final, que por sinal, eu tive que apresentar para todos em uma de nossas reuniões. O resultado será utilizado para a elaboração do plano de ações do ano que vem.

Além desta parte mais gerencial, também era muito prazeroso colocar a mão na massa, varrer, tirar os entulhos, plantar, regar, etc. Era relaxante, eu ficava conversando com os outros voluntários e como usávamos o colete fluorescente, equipamentos de limpeza e jardinagem e estávamos sempre em grupo, chamávamos a atenção dos moradores, servindo de exemplo.

No final de setembro, ganhei um convite para ir à cerimônia de entrega dos prêmios da Tidy Towns Competition e foi súper legal ver o resultado do trabalho de diversos grupos como o nosso espalhados por toda a Irlanda. Nós fomos reconhecidos numa categoria chamada Endeavor e na pontuação total subimos de 273 pontos para 276 pontos.

Acabou o mês de setembro e as atividades se encerraram para retornarmos só em abril do ano que vem, mas foram 4 meses de trabalho muito gratificantes. Aprendi a dar mais valor a cada detalhe que vejo nas ruas, seja um canteiro bem cuidado, um vaso de flores regadas, uma calçada limpa. Meus valores foram fortalecidos, especialmente o de que se cada um fizer a sua parte, conseguimos um ambiente muito melhor para se viver e que a sua parte não é nada mais do que exercer o seu papel de cidadão (jogar o lixo no lixo, varrer sua calçada, regar suas plantas, não destruir os patrimônios públicos, etc.). Pratiquei inglês, conheci pessoas boas, ocupei o meu tempo de forma produtiva, em fim, posso dizer que valeu a pena e que com certeza vou continuar.

Estamos sempre precisando de mais voluntários, se você estará na Irlanda a partir de abril do ano que vem e quiser se juntar ao Chapelizod Tidy Towns, pode falar comigo! E certamente muitos outros lugares também precisam de voluntários, pode ser que tenha um lugar com a sua cara esperando pela sua ajuda, então não deixe de pesquisar no Volunteer Ireland. Espero tê-los inspirado!

 

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
11
out 2012
POSTED BY
DISCUSSION 17 Comments
TAGS

17 Responses to : Trabalho voluntário: Chapelizod Tidy Towns

  1. Muito legal, também fiz trabalho voluntário mas completamente diferente, mas é mesmo bem gratificante fazer algo sem esperar nada em troca, só pelo prazer de ajudar.

  2. Neoma says:

    Olá Carla!!

    Pretendo ir para Dublin em abril do ano que vem e achei esse trabalho voluntário muito bacana!
    Sou engenheira ambiental e gostaria de me envolver em algumas atividades para me adaptar tanto à cultura, às pessoas como também à causa!
    Ainda estou decidindo que escola de intercâmbio escolher, mas a data é essa! Abril/2013.
    Dei uma olhada rápida no site e achei muito legal! Quando estiver mais perto de embarcar, me inscrevo! Ou você acha que já poderia fazer isso agora?

    Gostei muito do seu blog, aposto que muito me ajudará nessa nova aventura!

    Bjos!

    • Carla Marina says:

      Olá Neoma, bacana você também ser formada na área ambiental. Dou todo o apoio para que você faça trabalho voluntário sim, acho que pode deixar para se inscrever mais pra frente, não sei se eles vão olhar nesse meio período em que estão parados. Além disso, quando você chegar, podemos combinar de você ir lá comigo, aí já te apresento ao pessoal, se quiser!
      Que bom que gostou do blog, esperamos mesmo ajuda-la! Bjos!

      • Neoma says:

        Muito obrigada, Carla! =D

        Seria muito legal ser apresentada pro pessoal por alguém que já faz parte do grupo e fala português!
        Vou com meu namorado e ele é da área de TI, e vendo seu blog vi que seu marido também né?! Felizes coincidências!

        Até mais!
        Bjos!!

  3. Pingback: JCI Dublin | Mundo A2 - Irlanda

  4. Cristina says:

    Oi Carla, gostei muito da sua experiencia como voluntária, principalmente na área ambiental, faço ciencias ambientais e ser voluntária nessa área será gratificante. Então, conte comigo para ser voluntária, chegarei em Dublin dia 19 de abril. Bjs

  5. Itinha says:

    Oi Carla, esse trabalho ai específico que iria voltar agora em Abril já voltou? Cheguei em Dublin faz 1 semana!
    Bjs

    • Carla Marina says:

      Oi, é esse mesmo. Tá interessada em fazer? Posso te colocar em contato com a responsável te apresentando, para que você possa ir no próximo encontro! Eu dei uma afastada porque não estava dando conta de fazer tanta coisa ao mesmo tempo, mas vai ser legal ter você lá pra dar uma força! Abs!

  6. Djanira Guimarães Pereira says:

    Olá Carla!!

    Estou indo pra Dublin no inicio de Junho, me interessei muito por este trabalho voluntário, ja participo de uns trabalhos aqui em São Paulo. Sou Engenheira Ambiental e gostaria de contribuir com este grupo. Parabens a todos

    • Carla Marina says:

      Olá Djanira,
      Que legal que se interessou, assim que chegar me dê um toque que eu te apresento ao grupo, ok? Abraços!

      • Djanira says:

        Ola carla… Ja estou em Dublin. EU entrei neste site e até vi umas vagas que me interessaram. Quando voce tiver um tempo eu gostaria muito de ver este trabalho que você desenvolve aqui. Tambem sempre gostei de trabalhos voluntarios.

        • Carla Marina says:

          Oi Djanira, tudo bom?
          Não estou mais fazendo trabalho voluntário na Chapelizod Tidy Towns, porém se tiver interesse posso te indicar para conversar com eles e ver se você gosta. Ainda faço trabalho no JCI, onde atuo como Diretora comunitária. O próximo encontro, que é aberto ao público e inclui apresentação sobre o JCI + 1 palestra sobre algum tema específico, será na quinta-feira que vem, dia 8 de agosto, às 7pm na Eden College (7 Burgh Quay, Dublin 2, Ireland). Aparece lá para conhecer! Abraços

  7. Debora Cabral says:

    Oi Carla, tudo bom? Adorei a matéria e estou muito interessada no projeto. Agora estou trabalhando, mas em agosto gostaria muito de me unir ao grupo. Se você puder, me passe mais informações e como está sendo esse ano. Obrigada desde já! Bjs

    • Carla Marina says:

      Oi Debora, legal que ficou interessada, é muito bacana mesmo participar. Infelizmente este ano eu não estou fazendo este trabalho voluntário, pois estava envolvida em muitas coisas e achei que não fosse dar conta, mas ainda tenho o contato deles e posso te indicar. Quer que eu envie um e-mail a eles te apresentando e daí vocês continuam conversando para agendar um encontro presencial? Abraços!

      • Debora Cabral says:

        Gostaria sim. Mas vou estar disponível em agosto, pois estou trabalhando agora e também estou sem tempo. Você está fazendo algo na sua área? Sou formada em química ambiental, e tenho muito interesse em fazer cursos na área, se souber de algo também e puder me falar, seria muito bom. Obrigada pela atenção! Bjs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *