Sobre

Bruno Tarmann é desenvolvedor, rpgista, boardgamero, poker player, viciado em séries, cinéfilo e sempre preparado para uma invasão de zumbis.

Carla Marina é amante da natureza, gestora ambiental e vegetariana. Calma, não sou “tree huger” , Eco chata, nem Biodesagradável. Cresci aprendendo a respeitar e admirar a natureza, virei vegetaria só aos 18 anos e me formei como Gestora Ambiental aos 23 anos. E todas estas características formaram uma pessoa que, sem demagogias, apenas se preocupa em exercer o seu papel de cidadã! Me dedico ao extremo a tudo o que faço, sou atenciosa com as pessoas, gosto de estudar, cantar (coitado do Brú!) e arrumar a casa (coitado mais uma vez!) Amo torta de morango e o mousse de maracujá da minha mãe. Foo Fighters e Shakira são os favoritos no gosto musical, mas não rejeito um pagode das antigas e um forrozinho. Ah, também não me venha com mesmices e comodismo,  adoro mudanças e desafios!

A Jornada

Nossa jornada nessa empreitada começa há alguns anos, por volta de 2008, onde observando amigos e conhecidos indo para o exterior começamos também a cultivar nossas proprias idéias com o caminho sempre apontando para o Canadá. Apesar de não sentirmos nenhuma atração especial pelo país, na época a tão falada facilidade de imigração, qualidade de vida e a proximidade com os Estados Unidos pareciam motivos o suficiente para definir nosso destino.

O tempo passou, o sonho do casamento foi realizado e os planos de morar fora do país retornaram a pauta. Com o Canadá ainda na mira começamos a correr atrás do processo de imigração de profissionais qualificados, só para descobrir que nossas profissões não constavam mais na lista, o que complicaria nosso caso.Outro ponto a ser observado seria a fluência no idioma, onde teríamos que ter uma nota razoável no IELTS e pelo menos o básico em francês para conseguir atingir a nota mínima requerida. No caso do inglês, um investimento de tempo em estudo seria necessário para complementarmos nosso nível, mas o francês exigiria pelo menos um curso básico.

Uma alternativa, que inclusive é a rota de um amigo, seria aplicar para Quebec, já que a pontuação exigida é menor, mas também exigem o básico em francês e tem o contra de ter o  clima é mais rigoroso, tornando a opção incompatível com nossas expectativas.

Todo esse trabalho abriu nossos olhos e começamos a ponderar essa escolha e acabamos percebendo que não era aquilo que queríamos, não com a viajem, mas com o país e com o que ele teria a nos oferecer. Nesse momento que voltamos os olhos para a terra natal de nossos pais e avós, a Europa.

Como o pai da Cá é italiano e para nossa sorte, ele tomou o cuidado tirar a cidadãnia dela quando pequena – hoje em dia o tempo de espera é de 10 anos – a obtenção do passaporte italiano foi super rápida.

Com o passaporte europeu em mãos, bastaria escolher um país de lingua inglesa para que nosso sonho se tornasse realidade.

109 Responses to : Sobre

  1. Incrível a habilidade e a coragem de vocês e, se jogarem juntos nesta nova empreitada de vida!
    Torço muito pra que dê tudo como desejam, pois sei que certo já vai dar! rs
    Com ctz, assim que vocês estiverem acomodados na Irlanda farei uma visita por alguns bons dias…hehe…até la vou acompanhar tudo por esse Blog que ta fantástico!
    Beijos e sucesso Carla e Bruno…Casal a dois pelo mundo…hehe (adorei esse nome!)

  2. Marli disse:

    Olá Carla , td bem … estava pesquisando sobre a Irlanda e encontrei seu blog, que coincidência , semana passada fechei com a Go to london e com Seda, meu embarque está previsto para 06q03 tbm pela klm , vamos manter contato , pra ir trocando informações sobre a viagem … vc é de Osasco ? meu e-mail oliv.mar@ig.com.br

  3. Carlos Fernandes disse:

    Olás!!! Não sei se entendi bem ou se viajei na história de vcs. Li no E-Dublin. Fiquei meio atônito. Pq? Vou contar minha história pra vcs entenderem.
    Eu trabalhava na área Fiscal de uma multinacional francesa em Pindamonhangaba/SP. Moro em Taubaté. No dia 16/12/11 essa empresa se transferiu para Limeira e eu não aceitei a proposta e me desliguei da empresa nessa data.
    Minha namorada já havia morado em Dublin por 2 anos. E gostaria de voltar pra lá. E eu gostaria de passar 1 ano fora do Brasil, mais precisamente na Europa. No início do mês resolvemos começar a orçar essa idéia e jogar tudo pro alto e encarar esse desafio.
    Estamos fechando com a Gotolondon tb, com a Patrícia Fiorin para Abril. Mas na escola NCBA.
    Fiquei meio assustado com algumas coincidências.
    Talvez possamos manter contato, até pq chagaremos em datas próximas.
    Meu face http://www.facebook.com/profile.php?id=100002166420081&ref=tn_tnmn
    Abs

    • Carla Marina disse:

      Olá Carlos! Bem-vindo ao nosso blog! É, também ficamos assustados a partir do momento em que decidimos que seria a Irlanda o nosso destino, pois começamos a ouvir parentes e amigos dizendo que conheciam fulanos e ciclanos que já tinham ido, e pesquisando melhor, descobrimos muitos brasileiros que já estavam lá ou que estavam para ir. Mas é mais legal ainda quando nos identificamos com alguém, que passou pelas coisas que a gente ou coisas parecidas, pois nos sentimos mais confortáveis, ou seguros. Já nos chamaram muito de loucos no início, mas no fundo todo mundo, mesmo os que não confessam, já teve vontade, mas não teve coragem de fazer o que estamos fazendo.
      Uma coisa legal que temos em comum e que vai nos ajudar bastante, é o fato de estarmos em casal. E vocês ainda tem um ponto a favor, o fato de sua namorada já ter vivido lá!
      Vamos nos falar, com certeza, desejamos que tenham uma ótima experiência, e no que pudermos ajudar e trocar idéias, contem conosco! Continuem nos acompanhando em nosso blog também!Abraços!

      • Carlos disse:

        Sim. Vamos mantendo contato.
        Ontem conversando com a Natalia, minha namorada, ela disse q fez uma rápida pesquisa no site Daft.ie, q eh o site mais usado para aluguel de casas, e parece que alugar um tipo de kitnet (como dizemos aqui) para dois acaba saindo em um preço quase igual em se comparando ao aluguel de um ap grande para muitas pessoas. E eles incluem o gasto do aquecedor, o q torna algo interessante, pois o gasto com aquecedor eh alto. Enfim… ela tem uma percepção legal de la pelos 2 anos q viveu em Dublin. O nome dela eh Natalia Maimoni, fácil de encontrar no facebook.
        Ahhhh… vcs são fãs do Foo Fighters, neh!!! A Natalia eh doida pelos caras. E só nao vamos antes pra Dublin por causa do show. Ela vai perder duas aulas do curso soh por causa do show… rs
        Abs

        • Carla Marina disse:

          Ah, o Daft.ie é nosso site favorito, não tem um dia que não damos uma olhadinha para ver os apartamentos! É realmente muito bom! Inclusive meu marido vai fazer um video explicando como buscar imóveis usando o Daft. E quanto ao Foo Fighters, ah, nem fala, somos loucos por eles e fiquei “P” da vida quando soube que eles viriam quando a gente já estivesse na Irlanda. Ai que raiva!!! Mas tô torcendo para que eles façam um show por lá ou países próximos, nunca fui a nenhum!!!! Bom show pra vocês!!! Abraços!

          • Carlos Fernandes disse:

            Qdo vcs tiverem por lá estabelecidos nos contem, por favor, como foi passar pela imigração. Se entrar em casal há algum “problema”… como é encontrar um ap ou studio para casal, enfim… aquilo q envolve o início de uma vida em casal na Irlanda… apesar da Nat (minha namorada) já ter morado lá vai ser algo novo tb pra ela a vida a dois em outro país… valeu!!! 🙂

  4. Eduardo Galeskas disse:

    Bom dia! Antes de tudo, parabéns pelos videos, informações e tudo o que estão disponibilizando por aqui!!
    Estou acompanhando vcs e mais alguns outros sites há alguns dias, pois e minha namorada estamos muito decididos em ir pra Irlanda em Março de 2013, portanto, temos 1 ano pra nos planejar. Vocês acham que é muito cedo pra planejar? Em relação aos gastos que tiveram com procurações, tradudação de diplomas e outros gastos prévios com documentação, vcs lembram mais ou menos quanto gastaram? Se puderem responder por e-mail, eu agradeço. Vamos nos falando! Boa sorte a vcs dois nessa nova empreitada!!

    • Carla Marina disse:

      Olá Eduardo, valeu por acompanhar o nosso blog, ficamos felizes que esteja gostando! Olha, nós também começamos a nos planejar com muita antecedência, nós preferimos fazer isso para ter tempo de tirar todas as nossas dúvidas, fazer tudo com calma e não correr o risco de dar alguma coisa errada e não ter tempo de corrigir depois. Mas esse é o nosso perfil, achamos mais seguro assim. Quanto aos gastos, não sei se já leu nosso post “Quanto custa fazer um intercâmbio na Irlanda”, pode ser que haja variações nos valores que mostramos, pois já faz um tempo que fizemos tudo isso, mas dá para ter uma noção. Algumas coisas extras que não aparecem lá, que você mencionou: procuração (gastamos pouco mais de R$100,00 numa procuração que serve para mim e para o meu marido, e dá plenos poderes aos nossos pais fazerem tudo. Fizemos no cartório) e tradução de documentos (gastamos cerca de R$300,00 na tradução juramentada dos nossos diplomas, histórico escolar e certidão de casamento, mas este custo é muito variável, pois depende da quantidade de linhas que tem em cada documento). Abraços e boa sorte para vocês também!

      • Eduardo disse:

        Olá!
        Entendi, então varia, mas não deve ser tão diferente do valor que vcs gastaram. Sobre o planejamento, eu e minha namorada (Dani) somos assim também, queremos tudo certinho nos mínimos detalhes pra não correr risco de sair nada errado.
        Mas por enquanto estamos lendo, lendo e lendo, pois tanto eu quanto ela não terminamos as pós graduações ainda, então vamos dar o proximo passo depois que as aulas acabaram, lá pelo meio do ano.
        Vamos nos falando! Boa sorte pra vcs dois! Obrigado novamente!
        Um abraço!

  5. Fábio Lopes disse:

    Estou adorando suas publicações e estou acumulando conhecimento para quando chegar minha vez, chegar ai mais a vontade…
    Por favor Bruno, poderia divulgar a empresa de intercambio que utilizou? Quanto eles cobraram na época? O que estava incluso no pacote? Qual escola você está estudando ai em Dublin? E a mais dificil, rsrsrs, sou bemmm iniciante no inglês, posso começar o curso do 0 (inicio) ou só entra com uma certa experiencia em inglês?
    Espero que possa responder e muito obrigado pela atenção.
    Boa sorte a vocês…

    • Bruno Tarmann disse:

      Olá Fábio!

      Ficamos felizes que esteja gostando! As perguntas que você fez, estão praticamente todas respondidas no post abaixo:

      http://mundoa2.com/quanto-custa-fazer-intercambio-na-irlanda/

      Só acho que vale a pena investir em uma escola mais puxada, como a The English Academy, já que você está vindo sem o inglês.

      Grande Abraço!

      • Michelly disse:

        Olá!

        Conheci o blog de vcs esses dias e estou enlouquecida na leitura pelos posts passados…rsrs. Estou planejando ir para Dublin e, atualmente no momento das pesquisas para ir para Dublin e super em dúvida com qual escola fechar. Meu inglês é bem básico e vi agora sua recomendação pela The English Academy, só que isso há mais de um ano atrás.
        Eu ainda não tinha ouvido falar dessa escola. Estava em dúvida entre a Seda, Millenium College Dublin e a Sucess College. O que vcs recomendam?
        Continuem postando que estou adorando acompanhar a experiência de vocês 😉
        Muito obrigada!

        • Carla Marina disse:

          Oi Michelly, tudo bom? Hahaha, sei como é, também devorávamos outros blogs antes de vir! Olha, nos desculpe, mas acho que não somos mais as melhores pessoas para te falar qual escola é melhor, já faz um ano que não temos contato com escolas nem ninguém que estuda, por isso é melhor perguntar em fóruns como o do e-Dublin e comunidades do Facebook, como Brazucas in Dublin. O site Santo Irish também é interessante, tem um ranking das escolas e comentários dos alunos…Abs e boa sorte!

      • Michelly disse:

        Olá Casal!

        Estou me preparando para ir para Dublin e, nessa hora surgem as dúvidas quanto a escola. Por qual motivo vc sugeriu a The English Academy?
        Ficaria muito feliz com a resposta de vcs, vai me ajudar muito…rsrsrs
        Tô adorando acompanhar a experiência de vcs por aqui! Continuem com tudo e boa sorte!

        Abraços

        • Carla Marina disse:

          Oi Michelly, tudo bom?
          Como te disse, já faz um ano que não sabemos mais como está o nível das escolas, mas na época que pensamos nela, foi porque havíamos pesquisado na internet e visto muitos comentários bons a respeito, além do fato de ela, naquela época, ser um pouco mais cara, o que pudesse diminuir a chance de ter muitos brasileiros. Abs!

          • Michelly disse:

            Obrigada querida! Desculpe pelas duas mensagens enviadas, mas é que a primeira não estava aparecendo para mim.
            Já estou quase decidindo e marcando minha ida para Dublin. Aliás, quando chegar aí, quero marcar de bater um papo com vc sobre trabalho voluntário e tal…eu sou Assistente Social, e gosto muito da área ambiental e, por isso, estava fazendo MBA em Gestão Ambiental, mas infelizmente tranquei porque viaja muito a trabalho e não deu para conciliar, enfim…vamos conversar mais pra frente!
            Muito obrigada mais uma vez e tudo de bom por aí 😉

  6. Gizely disse:

    Ca (olha a intimidade) e Bruno……. de cara curti o blog de vocês…. entrei no mundo a2 a partir de um video que vocês fizeram sobre toda a verdade do filme “Casa Comigo” (que me deixou muito triste no final das contas… e eu que pensei que ia conhecer aquele castelo). Nao vi todos os posts mas li que sao recem chegados em Dublinho….é interessante ver a impressão da galera que tá chegando agora e quem já esta há algum tempo (acompanho o blog do Andre e da Stefane)….sempre tive vontade de conhecer a Irlanda, e finalmente em abril/2011 realizei meu sonho…foram 2 semanas incriveis…me apaixonei por Dublinho, foi o que me fez tomar a decisão de realizar um intercambio…estou nos preparativos ainda…minha intenção é desembarcar ai no 2º semestre mas ainda nao tenho nada fechado…Vocês sao um casal muito simpatico e espero ter a oportunidade de conhecê-los pessoalmente…. Um grande abraço… Gizely

    • Carla Marina disse:

      Oi Gizely, tudo bem?? Estamos há um mês aqui e estamos gostando muito mesmo! Que bom que está voltando, com certeza podemos nos encontrar! Ah, obrigada pelos elogios 😉 Espero que continue nos acompanhando, dá uma olhada nos outros vídeos, assim vai ficando com mais gostinho para aproveitar muito quando chegar! Abração!

  7. Gizely disse:

    Obrigada Carla…..os vídeos são mesmo bons…tudo muito legal

    Um abraço!!

  8. Olá! Eu me identifiquei muito com a história de vocês e gostaria de conversar com vocês e tirar muitas dúvidas!! Poderiam me repassar um email?

    Obrigado!! abs

  9. Esmerino disse:

    Bruno Tarmann e Carla Marina, sou um fan do e-Dublin, e agora de vocês. O material e o contéudo das postagens é de alta qualidade.Mas uma coisa me chamou a atenção, no seu pérfil você disse que é um desenvolvedor, sabendo disso, como é por aí o mercado para os devs. e se esta trabalhando por aí mesmo(Dublin) ou home office para outra empresa.

    Grato,
    Esmerino.

    • Carla Marina disse:

      Oi Esmerino, tudo bom? Que legal que gostou do nosso blog, esperamos continuar ajudando! O Brú está trabalhando numa empresa daqui como desenvolvedor, apesar da crise estar afetando bastante o mercado de trabalho, a área de TI parece estar aquecida. Vamos publicar um post sobre a experiência de trabalho dele logo logo, fica de olho para tirar mais dúvidas depois! Abraços!

  10. Portal Dublin disse:

    Olá tudo bem?
    Incluímos o seu blog na nossa lista de Parceiros como um dos melhores blogs sobre Intercâmbio. Dê uma olhada no nosso link!
    http://www.portaldublin.com/sites-2/sites-especializados/
    http://www.portaldublin.com/sites-2/blogs/
    Por favor ajude a divulgar o nosso site, poderia nos incluir na sua lista de Parceiros?
    Obrigado e Sucesso!

  11. Renato disse:

    Olá Tudo bem?
    Eu não encontrei na série de vídeos de vocês; como vocês foram para a Irlanda.
    Vocês foram por uma agência de intercambio? Ou foram de uma outra forma?
    Eu e minha esposa estamos nos preparando para ir, nos apaixonamos pela Irlanda e queremos tentar a vida por aí, o que vocês nos indicam?
    Agência de intercambio para estudar e trabalhar ou alguma outra forma? Um forte abraço, admiramos vocês!

    • Carla Marina disse:

      Oi Renato, tudo bom?
      Neste post você pode ver as nossas escolhas, no fim, optamos por fazer tudo por agência, mas foi por pura precaução, pois muitas pessoas fecham direito com a escola, já que o preço é muitas vezes mais barato: http://mundoa2.com/primeiro-grande-passo-agencia-e-escola/
      Está bem difícil conseguir emprego por aqui, talvez seja interessante tentarem um esquema de estudo e trabalho já garantido pela agência antes de virem, pois já será um começo. Se optarem mesmo por isso, fiquem bem ligados com o que a agência vai oferecer, cobrando todos os detalhes possíveis, afinal você estará pagando pelo serviço deles e tem o direito de ser bem informado e de forma verdadeira.
      Estou trabalhando para uma escola de inglês muito boa daqui, se tiverem interesse em conhecer, posso entrar em contato com vocês para passar mais informações!
      Abraços!

  12. francine disse:

    wow… super determinacao de vcs, parabens 🙂
    fico muito feliz m saber que cada dia mais os jovens brasieiros se preparam (culturalmente) e se “aventuram” a viver esse sonho etransforma-lo em realidade (conhecer, respeitar e se adaptar)em um novo pais… melhor ainda quando se faz a dois .
    desejo a vcs muito boa sorte e sucesso.

    francine/suica (no brasil do rio grande do sul)

    • Carla Marina disse:

      Muito obrigada pelo apoio Francine, recomendamos a todos que façam o mesmo e tentamos mostrar ao máximo para as pessoas que cruzam o nosso caminho como é válido ter uma experiência como essa!
      Grande abraço!

  13. Marco disse:

    Ufa ! Finalmente um site que fala de migração para dublin que não seja destinado a aborrecentes ! Um site de um casal ! Assim como eu ! Muito bom mesmo esse site ! Assim como vcs…cidadania da esposa está para sair…e quando sair…vamos eu, ela e meu filho pra Irlanda ou Inglaterra (temos 38, 35 e 5 respectivamente).Posso perguntar pq preferiram a Irlanda ao invés da Inglaterra ? Irlanda para mim é o plano B (mas é um Plano B maravilhoso !!! iria feliz da vida), mas pretendemos tentar UK antes por aparentemente ter mais oportunidades para o mercado de profissionais de TI lá)
    Eu tenho uma outra dúvida se me permite…Pra tirar o stamp 4…Pelo que li você tem que estar trabalhando na Irlanda já…Só que a controvérsia começa que sem o Stamp 4…vc não pode trabalhar ?! Não entendi.
    Ah, e quanto a Canadá…Eh, há uns 5 anos atrás agente tinha planos de ir pra lá quenem vocês…Fizemos curso de francês com professora particular, entramos na faculdade (já que não somos formados)…mas ai veio o Baby…e tudo mudou…rsrs…Mas não acho que perdemos alguma coisa…conheci muita gente q foi morar em Quebec e não se adaptou.A maioria não dura 4 anos lá.

    • Carla Marina disse:

      Olá Marco, tudo bom? Ficamos contentes que está gostando do nosso site, esperamos mesmo estar ajudando! Vamos às suas perguntas:
      1) Preferimos Dublin a Inglaterra porque o processo de Imigração para cá é mais simples, o custo de vida é menor, a cidade é pequena (queríamos um lugar mais tranquilo e sem a muvuca que tínhamos em SP), é possível trabalhar, e os irlandeses são mais “calorosos”, alegres. Olha, quanto a oportunidades de TI, aqui está muuuito bom também, eles estão muito carentes de profissionais na área e aqui você encontra muitas empresas boas, como Google, Paypal, Yahoo, até outras menores e menos conhecidas, mas que oferecem ótimos salários.
      2) Na verdade para tirar o Stamp 4 é o cidadão europeu que deve estar trabalhando (ou estudando, mas provando ter recursos financeiros suficientes para se manter). Portanto, no nosso caso, quem teve que provar isso fui eu, para o Brú conseguir o Stamp.
      3) Ainda temos dúvidas se mais pra frente vamos para o Canadá, vamos ver o que vai rolar até lá 🙂

      Muito boa sorte pra vocês, que vocês tenham uma ótima experiência onde quer que decidam ir! E no que precisarem e pudermos ajudar, é só nos escrever!
      Abraços e tudo de bom!

      • Marco S. Júnior disse:

        Oi ! Obrigado pela resposta ! Bom, eu vou comentar só para efeito de documentar…(e para as pessoas acharem seu site, afinal quanto mais informação maior o valor agregado).Primeiro, o importante é que deu tudo certo ! Mas assumindo que o processo seja igual (ou menos burocrático como você disse) me parece que você solicitou um visto de esposo pra ele ao invés de familiar.Pelo menos para UKBA o visto de esposo é concebido para quem já reside em UK.Ai sim tem que provar o Threaty rights, etc…Pra quem vem de fora isso não é necessário.Vou dar um copy/paste da resposta da WorldBridge:

        Spouse means “wife or husband”and the rules regarding the EEA Family Permit does not require the EEA National to be financially responsible for the dependant.
        If you need further clarification about immigration rules, please contact the Office of Immigration Services-OISC at http://www.oisc.gov.uk where you can find a list of qualified immigration advisers.

        Mas eu vou pesquisar direitinho na embaixada.Se você tiver certa, tudo bem…ela pode passar por free-lancer e eu mesmo contratar ela para uns jobs 🙂 É o tal jeitinho brasileiro de sempre.

  14. Vinicius disse:

    Muito legal esse blog de vocês! Acompanho também o canal do Youtube!

    Estou indo pra Irlanda em março e gostaria de saber como funciona o processo de visto/residência pra cidadão italiano! Eu achei um post de vocês sobre isto, mas fiquei meio confuso, por uma hora diz que não precisa dar “satisfação” nenhuma ao governo e em outro momento se diz que precisa comprovar estudo/trabalho.

    Obrigado desde já!!

    Vinicius

    • Carla Marina disse:

      Olá Vinicius, tudo bom? Obrigada, que bom que está gostando!
      Na verdade, o que quisemos dizer é que para conseguir o visto, não podemos estar recebendo nenhum auxílio governamental, ou seja, não podemos ser dependentes do dinheiro do governo. O cidadão europeu precisa comprovar estar trabalhando ou estudando, mas provando ter dinheiro suficiente para se manter. Abraços!

  15. cibele disse:

    ola, estou com planos de fazer um intercambio de 6 meses, agora no segundo semestre de 2013, porem procurei por algumas agencias de intercambio e o valor dos orcamentos tem sido altissimo.
    sera q vcs poderiam me dar umas dicas…
    grata

    • Carla Marina disse:

      Olá Cibele, tudo bom?
      Entra no site do e-Dublin e se cadastre para receber orçamento das escolas e agências. Acho que é a melhor forma para ter uma noção do que o mercado está oferecendo. Estou trabalhando numa escola de inglês, se quiser informações posso te passar. Abraços!

  16. cibele disse:

    ola, obrigada por ter me respondido.
    se vc puder me passar informacoes sobre sua escola ficaria muito grata.
    se vc puder tb me ajudar, estou com muitas duvidas, sobre pra onde ir, gostaria de um pais q fosse de boa adaptacao, que me desse uma boa fluencia no ingles, e oportunidade de trabalho nesse tempo. Me falaram para ir a Australia, devido a crise da Europa la seria mais facil arrumar um emprego nesse periodo, nao iria estranhar tanto o clima, e as pessoas sao mais associaveis. vc poderia me ajudar nessas questoes com relacao a Dublin. grata pela atencao. Abracos

    • Carla Marina disse:

      Olá Cibele, tudo bom?
      Te enviarei um e-mail com as informações da escola, ok?
      Com relação ao país de destino, nunca tinha pensado em vir pra cá, mas depois que pesquisei muito, encontrei várias vantagens:
      1) Fica na Europa, o que te permite conhecer muuuitos países por preços bem acessíveis
      2) As pessoas são amigáveis e atenciosas sim!
      3) O custo de vida é menor do que em Londres, Canadá e outros países de destino dos intercambistas
      4) A cidade é pequena, dá pra fazer muita coisa a pé ou de bicicleta
      5) A cultura daqui é muito rica e interessante

      Realmente o que é mais chato é o clima, pois é difícil fazer sol e quando faz, não é de sentir calor, pois sempre tem um ar gelado. Mas sinceramente, a gente acostuma, contanto que estejamos nos sentindo bem com todo o resto. Também não vou mentir quanto a emprego, não está fácil mesmo, mas vai do seu esforço e do caminho que escolher seguir (grupos que fizer parte, iniciativa, dedicaçã…). Mas pesquise muito antes de tomar uma decisão, pra não se arrepender depois de uma semana quando chegar aqui. Abraços!

  17. Susana disse:

    Olá Carla Marina e Bruno.
    Vocês não imaginam o quanto os depoimentos de vocês estão nos auxiliando nesse sonho de morar em outro país. Apesar de já conseguirmos esclarecer algumas coisas, ainda estamos, claro, cheios de dúvidas e medos, rs.
    Logo, deixarei aqui algumas perguntinhas, rs.
    Obrigada pela ajuda! 🙂

    Susana

  18. Danilo Castro disse:

    Olá Bruno, gostaria de pedir algumas dicas e indicações de empresas para as quais eu poderia enviar meu currículo. Já faz algum tempo que despertei interesse em trabalhar fora. O que me impede, são algumas dúvidas. Comecei a ler e vi a possibilidade de ir para Irlanda uma vez que vi um artigo falando sobre as ofertas de trabalho na área de TI, mas não conheço as empresas daí. Se possível, gostaria de pedir indicações de empresas e sites de recrutamento onde eu possa divulgar meu currículo.
    Cara, desculpa usar esta área para isto. Tentei achar seu e-mail no blog, mas deve estar privado, não encontrei.

    Obrigado desde já.

    • Carla Marina disse:

      Olá Danilo, tudo bom?
      A área de TI está realmente fervendo aqui, você vai encontrar vagas em todos os sites de empregos, digite no Google “jobs in Ireland”, “career in Ireland” e coisas do tipo que verá vários sites de emprego. No caso do Brú, ele usou muito o Monster.ie, o Software Placements e principalmente o Linkedin. Boa sorte!

  19. Felipe Laurêncio disse:

    Olá, tudo bem?

    Desde que comecei a pesquisar sobre a Irlanda o blog de vocês foram a base de tudo para ter uma noção de como as coisas funcionam por ai. Estou indo pra Dublin, e estou naquela fase terrível de escolher uma escola acessível e boa ao mesmo tempo. Vi que vocês estudaram na SEDA, poderiam me passar referências e experiência de como foi pra vocês?

    Obg, fico no aguardo.

    Felipe Laurêncio.

    • Carla Marina disse:

      Oi Felipe, tudo bom? Estudamos na SEDA sim, mas sinceramente, acho que não somos mais referência para falar de escolas, já que faz muito tempo que não frequentamos mais. A SEDA era uma escola muito básica na época em que estudamos lá, eu tive a sorte de ter professores bons, o que me ajudou, mas a escola em si, o método de ensino, etc, não eram lá essas coisas. No entanto, pelo que tenho visto nas redes sociais, ela melhorou muito, pelo menos em termos de infra-estrutura e do que oferece como atividades extras aos alunos. O melhor é você pesquisar nos fóruns e sites onde os alunos deixam a sua opinião, olha no e-Dublin e no Santo Irish, por exemplo, e entra nos grupos do Facebook como Brazucas in Dublin. Abraços!

  20. Bruno e Carla, parabéns!

    Acompanho o blog de vocês, os vídeos e acho maravilhosa a união de vocês como casal. Que Deus abençoe vocês!

    Vou fazer intercâmbio de apenas 1 mês em Dublin (gostaria que fosse mais), no ano que vem e, graças às muitas dicas de vocês, estou aprendendo bastante.

    Gostaria de fazer uma pergunta à vocês: Meus inglês é “mais ou menos”, pra ser sincero. Estudei 3 anos no CCAA e cheguei a concluir o nível intermediário. Consigo me comunicar bem, cometo alguns erros de gramática, mas no geral, acho que consigo me virar.
    Neste 1 mês que vou passar em Dublin, estudando muito, consigo dar um UP legal no inglês?

    Gostaria da opinião de vocês!

    Muito obrigado por todos os vídeos e dicas, elas são essenciais para nós intercambistas!

    Forte abraço!

    • Carla Marina disse:

      Oi Wilamis, tudo bom? Obrigada pelas palavras, que bom que estamos ajudando! Com relação à sua pergunta, quando as pessoas vêm para ficar mais tempo elas têm a vantagem de poder aprender o inglês na prática, no trabalho, no dia-a-dia, sendo que a escola é apenas um suporte. No seu caso, a escola será o principal, pois você só terá um mês. Por isso, sugiro que escolha uma escola boa mesmo, não as mais comuns e baratas que os brasileiros geralmente escolhem. Além disso, todo mundo fala isso, mas no seu caso é lei: não ande com brasileiros! Fique longe de músicas em português, filmes dublados ou com legenda em português e tudo que tenha português no meio! Também procure ao máximo ir a lugares onde há irlandeses dando sopa para conversar, como pubs, onde geralmente sempre tem uns velhos encostados loucos por uma conversa…rs. Como você pode ver, tudo depende de você, por isso, pode ser que um mês te ajude, pode ser que não! Abraços e boa sorte!

      • Foi isso que eu imaginei. Não quero contato com brasileiros, somente se for para treinar inglês. A escola que foi é a NED Training Centre. Tenho ouvido boas coisas sobre ela.
        Você conhece a NED?

        Depende completamente do meu esforço, com certeza!

        Obrigado mais uma vez!

  21. Álvaro disse:

    Bruno e Carla, Parabéns pela Odisséia, Coragem e quebra da zona de conforto, gostei tanto do Blog, como dos videos.
    Qual a empresa de Intercâmbio, que vocês usaram? Me pareceu positiva, inclusive quanto a residência estudantil, que apesar de ficar, a 50 minutos da Escola, me parrceu limpa, organizada e com bom ambiente/convívio.
    Ao término do Curso de Inglês, como ficou o idioma, boa fluência? Aceito sugestões.
    Meu email pessoal: buryyan@yahoo.com.br

    Quanto ao Canadá, tenho boas dicas de/sobre lá.

    Grande abraço,

    Álvaro

    • Carla Marina disse:

      Olá Álvaro, tudo bom? Obrigada, que bom que está gostando do blog e do vlog, esperamos estar ajudando! Com relação às suas perguntas, usamos a GotoLondon e realmente não tivemos problemas com ela. Na época eles terceirizavam a parte de acomodação para a empresa EazyDublin, pela qual conseguimos a residência estudantil para ficar por duas semanas.A residência era bacana sim e conhecemos os primeiros estrangeiros lá, gente boa e tranquilo de se conviver. O curso de inglês ajudou para acrescentar vocabulário, mas não foi ele que ajudou com a fluência do idioma, já que isso foi sendo obtido com a prática da língua no dia-a-dia. Acho arriscado recomendarmos agência e escola no estágio em que estamos, já que faz muito tempo que usamos esses serviços e muita coisa pode ter mudado, como por exemplo, a SEDA, onde estudamos, está completamente diferente hoje. Por isso, o melhor que você tem a fazer é entrar em fóruns, como o do e-Dublin e sites onde possa ver a opinião da galera e ranking das escolas e agências, como o e-Dublin, novamente, e o Santo Irish. Quanto ao Canadá, é uma carta na manga, mas é bom saber que você tem dicas! Abraços e boa sorte com tudo!

  22. Ugo Zanchi disse:

    Muito legal o site de vocês , parabéns pela iniciativa em nos ajudar. Espero poder conhece-los em um futuro não tão distante.

  23. lucas disse:

    olá boa noite gostaria muito de fazer intercambio ou viaja para a Irlanda Dublin, e queria saber como funciona ? quanto vc pagaram? e que idade pode ir ?tenho 15 anos sera que posso ir ?

  24. Yuri disse:

    Olá, tem algum contato em que possa falar com vocês? Não pretendo incomodar muito, prometo.
    É que venho estudando o intercâmbio para Dublin há algum tempo e algumas informações mais especificas não consegui em lugar nenhum! Talvez vocês possam me ajudar.
    Obrigado desde já =]

  25. Teixeira disse:

    Olá Carla e Bruno!
    Eu e minha esposa estamos planejando nossa viagem para Irlanda e gostaríamos de saber algumas coisas sobre a vida de um casal fora do Brasil. Pensamos que éramos o único casal com a mesma atitude de sair do país para estudar, trabalhar e morar na Irlanda; afinal, normalmente são jovens solteiros que se lançam nesta empreitada. Se for possível, gostaríamos de fazer contato por e-mail. Desde já agradecemos a atenção.
    Atenciosamente!

  26. Nina disse:

    Olá Casal, tudo bom?
    Estou planejando ir para a Irlanda com meu namorado esse ano, adorei as dicas… Mto legal o blog de vcs.
    Mas estou escrevendo pq preciso de uma ajudinha, claaaro se tiverem essa informação.
    Tenho uma filha de 4 aninhos, a Manoela… Ela iria comigo e com o Gui (que não eh o Pai dela).
    Queria informações se tbm preciso pagar uma escola pra ela, se coloco em nas escolinhas tradicionais (como é na Inglaterra – ja morei la em 2004).
    Se preciso de algum visto especial…
    Vou procurar o consulado, mas sei que conversando com brasileiros é bem melhor, tem mais dicas e manhas…

    Brigadão gente, alegrias alegrias sem fim pra vcs.

    Bjs

    Nina

  27. Dianna disse:

    Oi Carla, to igual voce antes de iniciar sua jornada, com mta vontade de ir pra europa estudar ingles e conheer lugares com meu marido e a experiencia de voces me impressionou bastante! Estou desanimando de londres também, é surreal…
    Carla, será que quando eu tiver decidida e com tudo encaminhado voce me ajudaria com dicas pra gente poder chegar com algum lugar pra ficar? Também gostei mto da sua dica que pra Irlanda nao precisa de visto…acho que assim daria pra ir esse ano ainda.
    Um grande abraço e mto obrigada por tudo isso que vc faz!

    • Carla Marina disse:

      Oi Dianna, tudo bom?
      Que legal que tenha se identificado com a gente, acho que vão gostar bastante daqui, é um país bem acolhedor 🙂 Quanto a ajuda-la quanto a dicas de lugar pra ficar, depende do que estejam procurando, se um lugar só para os dois ou se querem dividir com outras pessoas. Se for só para os dois, o site mais utilizado é o daft.ie. Se for para dividir, fique de olho no em grupos do Facebook como “Classificados Dublin”. Boa sorte com tudo, abraços e até!

  28. Gustavo disse:

    Olá, tudo bem? Tenho 17 anos e possuo cidania espanhola a cerca de 2 anos. Desde pequeno tenho o sonho de viver em outro país, e ano que vem termino meu ensino médio e ja estou vendo oportunidades. Achei muito interessante a história de voces !
    Gostaria de um apoio em relação ao meu sonho, ja ouvi de meu pai que a Irlanda seria um ótimo pais e não sei oque… Mas pra mim isso é muito abstrato, chegar sem saber o de ficar, se vai arrumar emprego… Sobre emprego, é possível arrumar algum emprego que justifique minha presença possuindo apenas o nível médio ?

    • Carla Marina disse:

      Olá Gustavo, tudo bom?
      Minha opinião é pra que não pense duas vezes, aproveite que é jovem e que tem a cidadania, ela te abre muitas portas e viajar, te abre muito a cabeça! A Irlanda é uma boa opção se quer praticar o inglês, não é tão cara como Londres, por exemplo e é bem acolhedora. Além disso, estando na Europa, pode viajar para muitos países por preços acessíveis e isso é muito bom! Não sei com o que você gostaria de trabalhar, mas com a cidadania você consegue mais facilmente os “subempregos”, como em pubs, restaurantes e hotéis. Se tiver um inglês razoável, melhor ainda, se não, estude por um tempo, envolva-se em atividades extras e vá em frente que consegue algo sim! Depois pode pensar em cursar uma faculdade e por aí vai! Mas Não desperdice tudo o que tem ao seu favor! Abs!

  29. Rafael disse:

    Oi, estou pensando em tirar a cidadania Italiana para poder trabalhar com TI em dublin, é possivel então?

    Belo blog!

    Obrigado

  30. Thaiza disse:

    Boa tarde.
    Meu marido está pensando em fazer doutorado em Waterford. Ele é cidadão europeu.
    Gostaria de saber, na opinião de vocês, qual visto devo solicitar? Sabendo que o doutorado dura em média 4 anos.
    Obrigada.

  31. Tânala Dias disse:

    Olá, boa noite!
    Carla, tentei lhe enviar um email,mas não estou conseguindo. Se puder entrar em contato comigo, esyou indo para irlanda e gostaria de saber mais sobre escolas. Adorei o blog, ótimo para quem tem muitas dúvidas, assim como eu..rs
    Abs!

    • Carla Marina disse:

      Olá Tânala, tudo bom?
      Infelizmente não estamos bem informada com relação às escolas, só procuramos a respeito quando estávamos pra mudar pra cá e sei que muita coisa mudou. Desculpe, mas não somos as melhores pessoas para te ajudar com isso, sugerimos que procure em sites como e -Dublin e em comunidades de brasileiros na Irlanda. Abraços!

  32. bruno disse:

    Bruno,
    Tudo bem,
    poderia me dar dicas sobre emprego em ti ae

  33. Paulo disse:

    Vocês nunca mais escreveram postes. Sinto falta! rsrs Abs.

    • Carla Marina disse:

      Oi Paulo, tudo bom?
      De fato estamos sem escrever há um tempo, é a correria que não nos deixa! Faremos um esforço para escrever em breve, abraços!

  34. Higor disse:

    Oi Bruno e Carla, td bem? Estou há algum tempo com uma dúvida e me lembrei do vídeo #1 q vcs fizeram, saindo do Brasil. Minha pergunta é: em Amsterdam, vcs não passaram pela imigração, certo? Só enfrentaram uma única imigração, em Dublin, certo? Estou tentando ir com o Green Card e por isso acho q não preciso comprar passagem de volta mas sei q se passar por uma imigração antes da Irlanda sem um bilhete de volta, n vão me deixar entrar… Obrigado, super abraço pra vcs!! Em breve terão mais um poker player por aí! rsrsr

  35. Elias disse:

    Olá, Gostaria de saber se existe muitas oportunidades de empregos ai em Dublin, poi estou planejando o meu intercâmbio, mas estou com um pouco de receio com isso, pois queria ir pra conseguir um emprego para ajudar nas despesas mensais. Se caso tiver empregos, se vcs souberem, se possível me dizer quais, para que eu possa ir me preparando pra não chegar ai e ter outras impressões.

    Fico agradecido, por tudo!
    Obrigado.

    • Carla Marina disse:

      Oi Elias, tudo bom?
      Olha, posso dizer que a economia está melhorando, mas a famosa questão de “trabalhar na área”, apesar de ser realidade para alguns brasileiros aqui, não é para a maioria. De qualquer forma, trabalho como garçon, ajudante de cozinha, ajudante de hotel etc, é sempre mais provável de se conseguir e há sempre vagas aparecendo. Se você tiver alguma experiência com isso e o inglês razoável, ajuda muito! Se quiser dar uma procurada em trabalhos na área, olhe nos sites Jobs.ie, Monster.ie, Irishjobs.ie.
      Abraços e boa sorte!

  36. Olá pessoal, tudo bem?

    Bom, meu nome é Marcus e “descobri” a Irlanda através de um colega de trabalho há pouco tempo (menos de 1 mês). Descobri que na Irlanda eu poderia dar para minha família (esposa e filho [1 apenas rsrsrs]) uma condição de vida melhor do que a que temos hoje no Brasil. Melhor que eu falo é em termos de um pouco de conforto e também com qualidade de vida.

    Eu sou desenvolvedor Front-End (a mesma área do Bruno) e quando eu comecei a pesquisar sobre a vida na Irlanda, fui ver como é a área de TI e me chamou muito a atenção sobre as vagas em aberto. Tudo bem que é uma quantidade menor que costumamos a ver em São Paulo através de sites como ApInfo, Curriculum e etc., mas enxerguei uma oportunidade que eu gostaria de agarrar e não soltar.

    Como eu disse um pouco acima, eu tenho um filho com idade de quase 1 ano e 8 meses. Porém eu quero esperar ele chegar aos 3 anos de idade para que ele aguente a jornada de mais de 14 horas de viagem de São Paulo até Dublin. Este é o tempo de me organizar com calma e também de aprimorar o meu inglês que está muito enferrujado. rsrsrs

    Enquanto isso ainda não acontece, eu vou pesquisando sobre o país, conhecendo um pouco sobre a cultura e o principal: O mercado de trabalho.

    Eu amo o meu Brasil, tanto que morar fora do país era algo que eu nem cogitava e também por ser algo do passado. Mas hoje eu vejo isso como uma meta de vida e quero fazer isso de forma bem planejada para que não tenha erros, afinal de contas, não virei sozinho e quero que minha família possa se estabelecer de forma fixa e que consiga cumprir com o meu objetivo de dar uma vida melhor para eles.

    Bom, é isso aí e parabéns pelo site de vocês, consegui bastante informação por aqui.

    Grande abraço!

    • Carla Marina disse:

      Olá Marcus, tudo bom?
      Legal ter nos encontrado, esperamos estar ajudando mesmo! Como mencionamos em outros posts, o mercado de TI está súper aquecido aqui e acredito que isso vá continuar por um tempo, portanto, é bem provável que você consiga um emprego facilmente!
      Sem dúvidas a qualidade de vida aqui é bem melhor, seja para o casal ou para criar um filho, que no Brasil é súper custoso! Então, apesar de sermos suspeitos pra falar, ainda recomendamos a Irlanda!
      Boa sorte com todo o processo e quem sabe nos vemos por aqui!
      Abraços!

    • Carla Marina disse:

      Olá Marcus, tudo bom?
      Que bom que ajudamos por meio do nosso blog, o negócio é fazer tudo com calma e bem planejado mesmo, avaliar todos os riscos e vantagens de uma mudança como esta.
      Boa sorte com tudo!
      Abraços!

  37. Leonardo de Souza Freitas Cruz disse:

    Olá Bruno e Carla, não achei o e-mail de vocês e gostaria de saber se vocês podem me tirar algumas dúvidas em relação ao passaporte europeu. Eu e minha namorada estamos nos organizando para ir para Dublin, ela tem o passaporte europeu, e eu queria saber qual a vantagem que nós temos com isso? Obrigado desde já!

    • Carla Marina disse:

      Oi Leonardo, tudo bom?
      O passaporte europeu ajuda em vários sentidos:
      1) Você não precisa de visto algum pra vir pra cá, então não precisa gastar dinheiro com curso de inglês e todas as exigências de um visto de estudante (a não ser que realmente queira estudar aqui!)
      2) Você pode trabalhar tempo integral em qualquer período do ano, como um irlandês, enquanto estudantes têm várias limitações.
      3) Ela tendo o passaporte europeu, se vocês já estão há pelo menos 2 anos juntos, você pode tentar conseguir o visto de familiar de europeu.
      4) Quando você vai viajar pela Europa, não tem que se preocupar com a imigração

      Esses são só alguns pontos, mas já são grandes vantagens, acredito!
      Vamos nos falando!
      Abraços!

      • Leonardo de Souza Freitas Cruz disse:

        Olá Bruno e Carla, obrigado pelo retorno, sanou muitas dúvidas!

        Nós estamos juntos há mais de 2 anos, tendo como comprovar isso eu consigo acesso ao país já com esse visto familiar ou tenho que estar no país para pedir esse visto?

  38. Ulysses Alves dos Santos disse:

    Olá Bruno e Carla,

    Parabéns pelo blog, é muito esclarecedor!!

    Estava lendo os posts antigos e vi o seu projeto do Green It Up, Vi que foi desenvolvido em 2013 mas gostaria de saber se vcs ainda estão atuando com algo do tipo. Tenho vontade de desenvolver um trabalho voluntário lá também! Tenho formação na área Ambiental e experiência de 5 anos, mas sei que é muito difícil achar emprego na área. Sendo assim, pelo menos um trabalho voluntario seria muito interessante.

    Obrigado e Parabéns

    • Ulysses Alves dos Santos disse:

      Esqueci de dizer… Estou indo para Dublin com minha esposa no dia 14/10

    • Carla Marina disse:

      Oi Ulysses, tudo bom? Que bom que estamos ajudando!
      O projeto Green it Up foi só por uma semana, no ano passado, mas aqui há muitas oportunidades de trabalho voluntário sim! Dê uma olhada nesse site, é um dos locais onde pode encontrar muita coisa: http://www.volunteer.ie/
      Se você tem 5 anos de experiência e tem cidadania européia, é bem capaz que consiga um emprego, dependendo da sua especialização. Sei que tem muita vaga pra Saúde e Segurança, por exemplo!
      Vamos nos falando, boa sorte com tudo!

  39. Gracielle Mendes disse:

    Carla querida, Vou no final de agosto de 2015 para Dublin .. Estou muitooo empolgada hahaha.
    Onde está morando atualmente? Estou indo com minha amiga.. Gostaríamos muito da ajuda de vocês.

    beijoo

  40. Leonardo de Souza Freitas Cruz disse:

    Olá Bruno e Carla, obrigado pelo retorno, sanou muitas dúvidas!

    Nós estamos juntos há mais de 2 anos, tendo como comprovar isso eu consigo acesso ao país já com esse visto familiar ou tenho que estar no país para pedir esse visto?

  41. Adriano Garcia disse:

    Ola gente, muito bom o blog de vocês, estou lendo tudo pois estou na fase de obter informações e sabem como é dificil… Sou cidadão italiano e estou planejando imigrar para a irlanda com minha esposa ( 7 anos de casado) porém me surgiu uma dúvida. É realmente necessário a compra de um curso de inglês para ela poder entrar no pais. Caso não, como tirar o PPS sem a documentação da escola, pois pelo que percebi para que possamos aplicar ao visto dela STAMP4 precisamos primeiramente do numero do PPS para poder abrir a conta bancária e poder comprovar renda.? Dai um outra pergunta que surgiu… ao chegar ao aeroporto que fila ela deve pegar??? junto a mim na fila dos europeus ou na fila dos não europeus? Desculpe tantas perguntas !!!rsrsr Mais uma vez parabéns pelo blog !!!

  42. Joao Carlos disse:

    Muito bom o blog!!! Consegui encontrar ótimas respostas aqui…

    Agora gostaria de perguntar sobre meu caso especifico.

    Sou casado a 7 meses, e minha esposa esta com passagem marcada para setembro para finalizar sua cidadania italiana, voltando no fim do ano. Para nosso sonho de mudança escolhemos a Irlanda como nossa nova casa, sendo isso no começo de 2016 (calculando 1 ano e 7 meses de casado), pergunto:

    Sem os 2 anos de casado, acham que há alguma possibilidade de aplicação do STAMP4?? Se minha esposa conseguir um trabalho e residencia e falte 5 meses para completar os 2 anos, o que devo fazer??

    Possuindo um visto como o stamp4, há diferença nos preços dos cursos como para um cidadão europeu??

    Obrigado pelo espaço e parabéns pela iniciativa!!!

    • Carla Marina disse:

      Oi João Carlos, tudo bom?
      Para aplicar para o Stamp 4, na verdade não precisa comprovar tempo de casado, os dois anos são só em caso de união estável, então poderão tentar aplicar sim. E sim, os cursos geralmente são mais baratos para quem tem cidadania européia (pelo menos eram na minha época!). Abraços e boa sorte!

  43. Adalton Reis disse:

    Olá pessoal blog muito bom, vou acomapnhar! To no início da jornada! Pesquisando muuuuuuuuuito pra que dê tudo certo!

    Torçam por mim!
    Abraços

  44. Thiago Camilo disse:

    Olá, boa tarde.

    Estou querendo sair do Brasil para trabalhar e aprender o inglês, tenho 28 anos e no momento estou desempregado, porém estou pra vender meu carro e creio que sobrara uns 6 mil reais, com essa quantia é possivel eu ir pra Irlanda e arrumar um trabalho e aprender o inglês?

  45. luis disse:

    Oi, estou tentando achar alguma agencia de intercambio que eu possa estar optando por cidade menos convencionais para fazer curso de ingles na Irlanda, como Waterford, Sligo, Ennis, Tralee, Clonmel, Carlow, Naas, Dundalk, Navan, Athlone, Newbridge, Swords, Drogheda, Mullingar, Bray. Gostaria muito de conhecer agencias que tenham esta vasta opção de cidades para fechar o curso, se não for o caso de vocês, se souberem de algumas, pode me informar.
    muito obrigado.

    • Carla Marina disse:

      Oi Luis, tudo bom?
      Já faz um tempo que não temos contatos com agências e nem pesquisamos sobre isso, mas se ouvirmos falar de alguma te avisamos!
      Abraços!

  46. Renan Rueda Macedo disse:

    Ola carla tudo bom, tenho o passaporte europeu e estou indo para morar, eu nao tenho faculdade, mas quem save futuramente por ai, tenho 19 ne e queria saber se é possivel viver só de sub emprego pro resto da vida, trabalhando full time e ganhando o minino pelo menos por hora trabalhanda, é possivel? Ter um carrinho legal, comer bem e alugar uma moradia (aluguel ne) trabalhando em um sub emprego pro resto da vida? E ter tudo isso. Como eu vejo pessoas nos eua (que sao ilegais ne rs) mas queria saber na irlanda, ja vi os post de custo de vida e tals. Mas queria saber de vc, ter essas coisas que eu mencionei. Sei que pode demorar um pouquinho detempo ne um ano ou meses. Mas daria?? Bj fica com deus mulambada

    • Carla Marina disse:

      Oi Renan, tudo bom?
      Se você tem a cidadania, pode tentar aplicar para outros empregos que não sejam sub-empregos, deveria aproveitar a oportunidade! No entanto, é possível viver razoavelmente bem trabalhando em sub-emprego, já que o salário mínimo aqui é um dos maiores da Europa. Veja este link do custo de morar aqui: http://www.e-dublin.com.br/quanto-custa-viver-na-irlanda/
      É um post antigo, algumas coisas mudaram, mas dá pra ter uma noção.
      Abs e boa sorte!

  47. Felipe Cavalcante disse:

    Ola Carla, achei seu site no google e estou me aventurando por ele…
    Gostaria de tirar algumas duvidas sobre como ir e qual a melhor maneira de ir
    Eu e meu filho (4anos) possuimos cidadania europeia e minha esposa nao… Tenho duvida de como eh a melhor maneira de conseguir ter uma vida estavel na irlanda…
    Quando voces se mudaram alugaram uma casa sozinhos ou uma shared? Oq seria mais viavel devido ao meu filho de 4anos…
    Ou eh melhor eu ir sozinho primeiro para depois eles irem(pra mim seria mais dificil)
    Outra duvida eh… Minha esposa eh mais facil entrar como studant acediada por uma agencia igual vcs procuraram… Ou pelo stamp3 para depois virar stamp4?

    Atualmente como estao as coisas por ai? Voces moram em qual regiao de dublin?

    Obrigado!

    • Franckilin disse:

      olá Felipe Cavalcante, eu tbem estou na mesma situação que vc. eu e minha esposa somos recém casados, ela tem cidadania alemã e eu não, tbm quero saber se eu posso ir com ela pra Irlanda e lá eu da entrada no processo de residência ou Stamp4. se vc souber qualquer informação me avise por favor. abraços
      franckin@msn.com

      • Carla Marina disse:

        Olá Francklillin,
        No caso você entraria no mesma fila de cidadão europeu com sua esposa, apresentaria sua certidão de casamento traduzida e receberia o visto de estudante (stamp 2), que dura 1 ano. Quando estive já residindo na Irlanda, aplica para o Stamp 4, que pode demorar dias ou alguns meses para sair.
        Abs e boa sorte!

  48. Christian disse:

    Olá!

    Por favor, gostaria de pedir a opinião de vcs…

    Eu, esposa e filha estamos indo p/ Dublin em fevereiro de 2016. Temos a carta de acomodação de um casal de amigos que nos espera de braços abertos.
    Minha esposa tem cidadania portuguesa, eu e minha filha não.
    Temos toda a documentação de nossa filha pedida pelo consulado português na Irlanda, afim de dar entrada no processo de cidadania europeia pra ela estando em Dublin.

    Eu comprei um curso de 25 semanas, e assim que minha esposa estiver estabilizada daremos entrada no pedido do visto p/ familiar de europeu. Achamos que essa seria a maneira mais segura, pois poderei trabalhar sem preocupação enquanto aguardamos o tão sonhado Stamp4.

    Vocês concordam com esse caminho? Mudariam alguma coisa?

    Estamos inseguros!!! Agora que está chegando perto da data de embarque, estão surgindo opniões de pessoas com muito mais experiência que agente dizendo pra pegarmos a fila separados na imigração, outros acham melhor pegarmos todos juntos a fila de europeus.

    Por favor, poderiam nos ajudar?

    Parabéns e obrigado pelo blog.

    Att:

    Christian Mesquita Yegh

    • Carla Marina disse:

      Oi Cristian!
      A diferença de não passar na fila com ela, é que você vai receber o visto de estudante, que vale por um ano, então terá esse tempo para aplicar para a cidadania protuguesa. Se passar com sua esposa, receberá o stamp 3 e eles determinam o quando vai valer, portanto pode ser que tenha menos tempo para aplicar para a cidadania portuguesa. Não sei te dizer o que é melhor, faz muito tempo que passamos por esse processo e não queremos induzi-los a fazer algo que não é o o melhor pra vocês! Abraços e boa sorte!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *