O suicídio na Irlanda

suicídio

Quando morava no Brasil, sempre ouvia falar que nos países mais ricos e desenvolvidos o índice de suicídio era alto e isso sempre foi motivo para justificar que, apesar dos problemas que existem no Brasil, ele ainda era um país melhor para se viver. A frieza das pessoas, o fato de elas sentirem-se sozinhas ou mesmo excluídas da sociedade, além dos fatores climáticos (muito frio e poucas horas de sol), são as razões que eu ouvia para a causa do suicídio nesses países, mas nunca parei para pesquisar e entender o que de fato acontecia.

Ao vir para a Irlanda, nunca imaginei que o suicídio seria um problema por aqui, mas foi num dia específico que algo me chamou a atenção e a partir daí, comecei a reparar que este é de fato um problema neste país.

Na primeira vez que fui aos Cliffs of Moher, lá no alto dos Cliffs, quando chegamos ao final onde há um portão limitando o acesso das pessoas, há uma placa de uma ONG chamada Samaritans, com o telefone deles e uma frase que não me lembro bem qual é, mas que oferecia ajuda às pessoas que estavam pensando em suicidar-se. Aquilo me chocou bastante e me deixou muito intrigada.

Então comecei a reparar em notícias e voluntários deste e de outros grupos espalhados pela cidade, voltados à causa da prevenção do suicídio e decidi pesquisar sobre o assunto.

Organizações como a  Irish Association of Suicidology e a ONG Samaritans, destacam que a recessão econômica, que contribui para a elevação dos níveis de depressão, ansiedade e desespero, tem sido uma grande causa do suicídio na Irlanda. Alguns outros fatores são: bullying, problemas familiares, auto-estima, abuso físico ou sexual, depressão, doença mental, alcoolismo, e outros.

Outro fato que se pode observar por meio das estatísticas, é que o índice de suicídio tem sido maior entre os homens e  entre os jovens. Isso pode ser visto no gráfico e na tabela de 2009 abaixo plublicados pela World Health Organization:

Screen Shot 2013-05-27 at 17.18.04

De acordo com matéria da RTÉ, foram registrados 525 suicídios na Irlanda em 2011, o que quer dizer 11.4 por 100.000 pessoas, índice 7% maior do que no ano anterior. A tabela abaixo, publicada na Wikipedia, mostra o índice de suicídio anual por país, a partir dos dados mais recentes encontrados sobre cada um. Eu selecionei os 10 primeiros, para vocês terem uma idéia, mas podem consultar a tabela inteira neste link. Vocês verão que na tabela a Irlanda aparece na 37ª posição e o Brasil em 71ª.

Screen Shot 2013-05-27 at 16.40.24

O tema suicídio tem sido bastante relacionado com o tema do aborto recentemente, outra polêmica que está sendo amplamente debatida na Irlanda. O que alguns especialistas defendem é que a gravidez indesejada tem sido uma das causas da tentativa de suicídio entre as mulheres e que, neste caso, o aborto deveria ser permitido.

abortion

Sei que este assunto é um tanto quanto sombrio, mas como é uma das preocupações do país e certamente vocês vão se deparar com um cartaz de ONG, voluntários nas ruas, notícias no rádio ou TV, etc., achei interessante compartilhar para vocês entenderem um pouco mais.

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
28
maio 2013
POSTED BY
POSTED IN Curiosidades
DISCUSSION 14 Comments
TAGS

14 Responses to : O suicídio na Irlanda

  1. Rick says:

    Uow, isso è realmente alarmante! Parabens pelo post!

  2. Mia Novais says:

    Mta gente quer viajar, “conhecer” o mundo, imigrar, fazer intercâmbio, mas poucos se preocupam com questões como essas.

    Muito bacana sua dedicação, Carla.
    Vc é um exemplo de cidadania 😉

    Bjo!

    • Carla Marina says:

      Nossa, obrigada pelas palavras! Nos sentimos muito bem em saber que estamos contribuindo de diferentes formas para melhorar a experiência dos intercambistas. Grande abraço!

  3. Samantha says:

    Noooooosa! Essa eu não esperava! Valeu mesmo pelo post, é sempre bom ouvir os dois lados da moeda, a parte boa e a ruin.

  4. Eu pensava que altos índices de suicídio aconteciam somente em países da Escandinávia ou coisa assim. Nunca pensei que pudesse ser um grande problema aqui. Post interessante!

  5. Neoma says:

    Oi Carla! Eu também não tinha muito conhecimento sobre esse tema, mas umas duas semanas atrás li uma matéria que falava do Donal Walsh, um garoto que estava numa luta contra o câncer já há um tempo e começou uma campanha contra o suicídio aqui na Irlanda. A campanha dele ganhou bastante espaço entre os jovens e fizeram até um vídeo com uma mensagem muito bonita dele, sobre a importância da vida. Ele foi uma das inspirações pra aquela passeata que teve no Phoenix Park há pouco tempo (Darkness into light http://dil.pieta.ie/). Infelizmente ele morreu no mesmo dia da passeata, mas sua mensagem será usada nas escolas, etc.

    • Carla Marina says:

      Nossa, é verdade Neoma, vi uma matéria na RTÉ sobre esse garoto e também tinha visto em algum lugar sobre este evento, obrigada por compartilhar essas informações, que só reforçam o que quero mostrar! Abraços!

  6. Barbara says:

    Olá, Carla!
    Estive nos Cliffs of Moher mês passado e também notei esses avisos em alguns pontos. Há até um memorial às pessoas que tiraram suas vidas lá. Para repensar!
    Parabéns pelo blog.

    Abraços!

    • Carla Marina says:

      Oi Bárbara, obrigada! Acho que não cheguei a ver este memorial lá, da próxima vez vou procurar, mas as placas realmente me chamaram a atenção! Abraços!

  7. Ludmilla Machado says:

    Carla, meu nome é Ludmilla. Sou psicóloga e há algum tempo estudo sobre o tema. Gostaria de poder contribuir com a ONG. Hoje estou no Brasil, mas pretendemos, eu e meu namorado, mudar para Dublin em 2014. Parabéns pela iniciativa em fala sobre o tema.

    • Carla Marina says:

      Oi Ludmilla, tudo bom? Acho bem possível que consiga atuar como voluntária nesta ONG, eles sempre estão precisando de pessoas. Nunca entrei em contato com eles, mas o voluntariado aqui é muito forte, portanto se contactá-los, dizendo que é formada (talvez seja interessante enviar seu CV em inglês), acho que consegue sim! Este é um tema muito recorrente aqui e é uma grande preocupação na Irlanda, seria muito bacana você poder contribuir com o seu conhecimento! Boa sorte, abraços!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *