Dublin Bikes vs Bike Sampa

Bike Sampa

Sou usuário de transporte público há mais de 12 anos e mesmo depois de ter comprado meu primeiro carro, optei por deixá-lo na garagem e apenas tirar ele de lá para lazer ou em horários onde não havia outra alternativa. Vale falar também que o Taxi nunca foi uma opção muito viável para mim, já que o preço é alto e o custo benefício não seria nada atraente. Agora some isso ao fato de eu ter vivido minha vida toda em São Paulo para perceber uma relação de amor e ódio por ônibus, trens e metrôs.

Já dá para começar a entender um dos motivos que nos levou a escolher Dublin à essa altura não? Pois então, Dublin é pequena, plana, com muito menos carros e caos. Um cenário perfeito para as charmosas bicicletas circularem livremente por ai, não só como lazer, mas também como um dos meios de transporte da cidade. Logo de cara fiquei fascinado com essa possibilidade.

Elas estão por toda parte aqui, mas apenas em 2009 que o sistema de aluguel de bicicletas chegou em Dublin, e pelo que andei lendo e ouvindo muita gente não acreditou que ia dar certo. Muitos disseram que elas iam ser roubadas, ou até mesmo amanhecer jogadas no Liffey, o principal rio que corta a cidade.

Agora voltando para São Paulo, pouco depois de embarcar para Dublin, no começo de 2012 comecei a ver notícias aqui e ali sobre esse sistema estar sendo implantado na cidade e qual foi minha primeira reação? “Hum… a cidade é cheia de ladeiras, o trânsito é perigoso, vão roubar as bicicletas direto das estações… acho que não vai dar certo.” Complicado não? Mas logo em seguida comecei a ver por outro lado, e porque não esse não pode ser o começo da mudança? Quem sabe com mais bikes comece a rolar mais fiscalização e as coisas mudem. Enfim, eu torço para que dê certo.

Comecei a pesquisar mais sobre o assunto e deu para perceber que o modelo é muito parecido: enquanto aqui em Dublin a idéia é atender ao centro da cidade, devido a proporção de São Paulo as bikes paulistas estão mais próximas à estações de metrô, o que faz mais sentido.

Aqui em Dublin, as estações contam com terminais que permitem a utilização de um cartão ou até a compra de tickets temporários. Já em SP a locação é feita por celular e necessitam de um cadastro prévio.

O que me deixou receoso quanto ao sistema paulista é o preço. Assim com as Dublin Bikes, a Bike Sampa oferece a primeira meia hora grátis, o problema é que se você passa desse tempo você já é cobrado em 5 reais, um valor bem alto para um atraso. Aqui em Dublin é de apenas 50 centavos de euro. Compare na tabela abaixo os valores e tire suas conclusões.

Dublin Bikes vs Sampa Bikes

Com o valor de 6,50 euros é possível inclusive usar a bikes como lazer aqui em Dublin, algo que costumamos fazer nos fins de semana. Já em São Paulo, fica impraticável pagar 35 reais para passar uma tarde pedalando.

Você acha que a locação de bikes em São Paulo vai pegar? Deixe nos comentários.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
01
jan 2013
POSTED BY
POSTED IN Curiosidades
DISCUSSION 9 Comments
TAGS

9 Responses to : Dublin Bikes vs Bike Sampa

  1. Post super interessante! Seria ótimo se tivesse esse meio de locomoção por um preço mais acessível aqui no Brasil. Pagar R$ 35,00 reais por uma pedalada de 4 horas, achei muito caro. Sigo as postagens de vocês desde o início da jornada, mas quase nunca comento… Parabéns pelo blog, Tarmann! Sucesso ai pra vocês dois, abraço.

  2. Ricardo Baldini disse:

    Sou usuário do Bike Sampa apenas para trajetos curtos de 30 minutos, que é o forte do projeto. Porém as bikes são muito precárias, na maioria das vezes os pneus estão sempre baixos e da última vez quase caí no meio da avenida pois o ajuste de altura do banco quebrou no meio do trajeto, dando um solavanco enorme e prejudicando todo o resto do percurso. Falta manutenção… acho que um dia vai melhorar… mas enquanto isso ficamos na espera.

  3. Eduardo disse:

    Se no Brasil fosse cobrado uma garantia no valor de R$150 ninguem iria se inscrever, então é o mesmo pensamento do cartão de crédito, para a maioria ter acesso temos que dividir o ônus por todos. Acho o preço do Bike Sampa muito justo, até porque a ideia do mesmo é de compartilhamento de bike e não para monopolio, caso queira passar muito tempo com uma bike que compre a sua.

    • Bruno Tarmann disse:

      No Dublin Bikes você só precisa ter um limite disponível de 150 euros, esse valor só é cobrado caso a bike não seja devolvida em 24 horas.

      Eu só acho caro o valor de 5 reais após a primeira meia hora, já que se você atrasa um pouco acaba pagando um valor alto, quase o dobro de uma passagem de ônibus. Já aqui é um valor quase que simbólico.

      Eu gosto da idéia das bicicletas poderem ser usadas para lazer nos fins de semana também, coisa que costumamos fazer frenquentemente por aqui, mas não queremos comprar uma bike.

  4. Natália disse:

    Meu marido se animou e comprou uma bike para ir e voltar do trabalho em SP (30km no total), se aventurando nas avenidas entre carros, ônibus e caminhões e deixava a bike no bicicletário do metrô próximo ao serviço, porém no início desse ano a maioria dos bicicletários foi fechado, devido falta de incentivo… por “sorte” ele já havia pedido demissão, pois iremos em breve pra Dublin, mas a animação dele continua em relação a poder pedalar por aí, e pelo o que já pesquisei acho que até eu vou encarar o meio de transporte em duas rodas ; )

  5. Bruna Alves disse:

    Bruno, vc acha que vale a pena comprar uma bicicleta ao invés de utilizar o serviço da Dublin Bikers?

    • Carla Marina disse:

      Oi Bruna, depende muito de onde você mora, para onde você vai (pois pode ser que não tenha Dublin Bikes perto) e a frequência com que vai utilizar a bicicleta, no nosso caso usamos esporadicamente, por isso não nos preocupamos em comprar uma. Abraços!

  6. Carlos disse:

    Boa tarde!

    Gostaria de saber, quanto em media custa uma bike “normal” em Dublin para comprar, exemplo, uma que aqui no Brasil seria uns R$ 600,00 – 700,00, quanto custa em Dublin?

    Pode levar essa como base:
    http://www.pontofrio.com.br/EsporteLazer/Bicicletas/Aro26/Bicicleta-Aro-26-Fischer-Extreme-com-21-Marchas-Preta-2385258.html?utm_source=GP_PLA&utm_medium=Cpc&utm_campaign=ProductListingAds_PLA_1&gclid=CLOol7ngmMMCFQET7Aod3wwArw

    • Carla Marina disse:

      Oi Carlos, tudo bom? Desculpe, mas não tenho noção de preços de bike e também não entendo nada sobre, já que só ando a pé ou uso o aluguel de bikes da cidade, o DublinBikes. Abraços!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *