5 coisas que eu não gosto de Dublin

Em continuidade ao post das 5 coisas que eu gosto de Dublin, e conforme prometido, vamos para as 5 coisas que eu não gosto daqui:

Clima instável e pouco sol

O fato de o clima mudar de uma hora para outra e  de não fazer muito sol, faz com que não aproveitemos o que Dublin oferece da forma como poderíamos ou deveríamos, além de nos obrigar a andar sempre prevenidos com pelo menos uma capa de chuva (para aqueles que não ligam em se molhar, isso não é necessário!). Além disso, é verdade que o clima interfere em nosso humor, deixa a gente com preguiça e às vezes desanimado de sair de casa. Mas fica a dica, se você for deixar de fazer alguma coisa por causa do tempo lá fora, vai passar boa parte do seu tempo em casa!

Uso de carroças para transporte

Naturalmente já tenho uma má impressão de que é sofrível para o cavalo puxar uma carroça, soma-se a isso o fato de muitos dos donos dos cavalos não cuidarem adequadamente deles e mesmo os tratarem mal (a Littlehill Rescue & Sanctuary, por exemplo, é uma organização localizada em Kildare que resgata animais maltratados e abandonados e começou devido aos cavalos encontrados em más condições). Além disso, partes da cidade ficam impesteadas com o cheiro de cocô de cavalo.

Bebiba

Não é estereótipo e nem preconceito, os irlandeses de fato bebem muito e isso traz diversos problemas à cidade, como sujeira (garrafas, latas, copos, vidros quebrados, xixi e vômito nas ruas), bêbados nas calçadas e ruas (não estão em todos os cantos, mas é comum de se ver e uma vez ou outra incomodam quem está passando, mas isso não chega a ser um problema, basta ignora-los), e briga e discussão entre bêbados (é desagradável ver as pessoas gritando umas com as outras na calçada ou mesmo se batendo, é ruim para a imagem da cidade, e vira e mexe vê-se ambulâncias tendo que atender aos bêbados que se machucam em brigas).

Ociosidade

Vê-se diversas pessoas passando a maioria do seu tempo nas ruas, comprando, bebendo, ou fazendo nada. Isso pode estar relacionado à crise e pode estar também relacionado aos auxílios governamentais (a quem tem filho, a quem está desempregado, etc.), mas ainda não tenho conhecimento suficiente para falar sobre isso. Fato é que dá a impressão que tem muita gente desocupada, que não contribui de forma alguma para o desenvolvimento da cidade e nem se preocupa com o seu próprio desenvolvimento. Além disso, as mulheres têm filho muito cedo e têm muitos filhos, e apesar de tanto as meninas como os meninos criarem seus filhos, ao invés de darem para os pais ou avós cuidarem, o que parece uma atitude “responsável”, eles continuam com sua vida desregrada na companhia dos filhos, sendo um mal exemplo e mesmo podendo prejudicar a saúde deles (ao fumar com eles no colo por exemplo).

Fila em frente a um Social Welfare Local Office de Dublin para receber seguro governamental

Falta de investimento nos jovens

Não se vê iniciativas governamentais voltadas para o desenvolvimento dos jovens.  Sabe-se que há uma incidência grande de adolescentes que têm filho e ainda assim, não há nada que o governo faça a respeito para diminuir esta incidência. Soma-se a isso o fato de assuntos sobre sexo (métodos de prevenção e doenças sexualmente transmissíveis) serem um tabu nas escolas e nas casas pela cultura do catolicismo que é muito forte por aqui. Tudo isso, acrescentando o exemplo que os jovens têm dos pais, faz com que eles não tenham perspectiva de vida, tenham atitudes rebeldes e não respeitem a eles mesmos e nem ao próximo (como exemplo temos os famosos knackers que afrontam quem lhes der na telha, inclusive os próprios irlandeses, independente da idade).

Estes e os demais pontos que mencionei no outro post, não são os únicos pontos positivos e negativos que eu vejo daqui, mas fazendo um balanço,  para mim Dublin é uma boa cidade para se morar, muitas pessoas não suportam o clima ou após conhecerem outras cidades da Europa, acabam afirmando que Dublin é a favela da Europa, mas não posso negar que a minha qualidade de vida melhorou e que estou tendo uma boa experiência por aqui. Acho que tudo depende das suas expectativas, do quanto você pesquisa sobre o lugar antes de vir e do quanto você se prepara. Espero encontra-los por aqui!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
01
out 2012
POSTED BY
POSTED IN Curiosidades
DISCUSSION 7 Comments

7 Responses to : 5 coisas que eu não gosto de Dublin

  1. Tarmann, eu acho que entendo bem a questão do clima. Aqui em Montreal, apesar do frio que esta começando a fazer, temos dias lindos, ensolarados. Quando fica um dia mais cinza, eu já acho estranho e me desanima, imagino se fossem a maioria assim, eu veria como um ponto negativo com certeza.
    E os cavalos, aqui também temos, mas é em um bairro só, e são poucos, mesmo assim também não gosto não.
    Mas, de qualquer forma, a qualidade de vida é bem mais alta que em SP.
    Beijos

  2. Sergio Reis says:

    Esses Knackers são o lixo da Irlanda; mas a diferença que se eles pegarem alguém o máximo que acontece é levar ovada ou até porrada. Se fosse no Brasil, morte/tiro era uma grande possibilidade.
    Em questão a educação não é somente com os knackers não minha esposa fica horrorizada, a criança não tem limites aqui, até chuta os pais e não leva nem um tapa p/ corrigir ou impor respeito. Aí cresce esses crianções (não generalizando todos)

    • Carla Marina says:

      É, alguns brasileiros dão azar de logo que chegam já serem incomodados pelos knackers, outros, como é o meu caso, nunca foram incomodados. O meu lema é evitar cruzar com eles e se cruzar, não encarar e não abaixar a cabeça!

  3. Carolina says:

    Olá Carla,

    Estou lendo o seu blog e estou adorando! Quero morar em Dublin por 1 ano para estudar e trabalhar! Porém tenho receio de não conseguir emprego. Gostaria de te perguntar…. estrangeiro está conseguindo emprego? Pergunto isto porque sei da crise, mas parece que muitas agencias ignoram isso na hora de venderem seus pacotes. Você pode me dar uma luz com isso? hehe

    Obrigada!! =)

    • Carla Marina says:

      Oi Carolina, tudo bom? Que ótimo que está gostando do blog! Olha, sinceramente as coisas não estão fáceis mesmo, emprego na área está quase impossível, exceto para TI e enfermagem, pessoas formadas em gastronomia e hotelaria também podem ter mais chance de conseguir algo. No entanto, é difícil dizer, sempre tem algumas pessoas que conseguem com mais facilidade que outras, mas fato é que está bem mais difícil que há alguns anos atrás, depoimento de pessoas que já vivem aqui há algum tempo. Se vir mesmo pra cá, tenha ciência de que não será tão fácil e venha preparada para batalhar mesmo por um emprego! Abraços e boa sorte!

      • Renato Francisco says:

        Oi Bruno, oi Carla. Obrigado pelas informações e dicas, parabéns! Sou casado e tenho uma filha, estou muito interessado em estudar na Irlanda, porém não tenho muita condição financeira. Se eu for sozinho, depois conseguiria levar minha esposa e filha também?

        • Carla Marina says:

          Oi Renato, tudo bom? Quem vem pra cá pode ficar ate 3 meses como turista, depois precisa de visto, seja de trabalho, ou seja como estudante, portanto se você não tem cidadania europeia, mesmo que você consiga o visto de trabalho, não tem como passar para a sua esposa e filha, a não ser que elas também venham trabalhar/estudar. Abraços e boa sorte!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *